Pesquisar este blog

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Faleceu o Sr João Martins Sales (Cearazinho) no Hospital Municipal de Placas

Na manhã desta Sexta Feira(04), divulguei uma matéria procurando a família do Senhor João Martins Sales (Cearazinho) que se encontrava internado no Hospital Municipal de Placas em estado gravíssimo de Saúde, o mesmo veio a falecer nesta sexta feira por volta das 18:50.

A direção do Hospital recebeu o Caixão de uma pessoa de bom coração, um homem que comprou e doou o caixão para o sepultamento, e o corpo do mesmo está ao lado da pedra fúnebre do hospital.
Apesar da matéria ter tido muitos acessos e a população ter compartilhado e contribuído, não apareceu nenhum parente do mesmo, e o mesmo se encontra solitário como sempre foi a sua vida aguardando o sepultamento que será neste sábado pela manhã.
E assim termina a história deste senhor de 68 anos que resolveu se aventurar na Amazônia a mais de 40 anos para conquistar um futuro melhor. E nesta Sexta Feira 04 de Novembro de 2016 termina em Placas uma Vida de alguém que nasceu no dia 18 de Dezembro de 1947.
Que descanse em paz, que Deus o guarde em um bom lugar.

João Martins Sales
Nasceu em 18/12/1947
Faleceu em 01/11/2016

Fica aqui os meus sinceros  pesares, a minha tristeza ao ver alguém partir sem deixar lágrimas, ou até mesmos grandes recordações para os parentes, que muitas vezes nem sabem o seu paradeiro, mas isso ocorre com muita gente, no município de Placas, muitos idosos estão por aí sem parentes, ou abandonados pelos filhos e familiares vivem uma vida de solidão e poucos cuidados. Parabenizo a toda a equipe do Hospital municipal pelo empenho em cuidar das pessoas, e tentar localizar os parentes, ao amigo Romário Pereira que me procurou para fazer a matéria deixo aqui o muito obrigado, pois fizemos a nossa parte.
Deixo a todos os leitores a musica de Luiz Gonzaga Triste Partida, em homenagem a esse nordestino solitário.

Migração nordestina

Migração nordestina ou êxodo nordestino refere-se a um processo migratório secular de populações oriundas da região nordeste do Brasil para outras partes do país, em especial o centro-sul. Esse movimento migratório teve e tem grande relevância na história da migração no Brasil, desde a época do Império.
A estagnação econômica, as constantes secas, em contraste com a prosperidade econômica de outras regiões do Brasil, foram fatores determinantes no início do processo migratório nordestino. Com o início do "Primeiro Ciclo da Borracha" em 1879, os nordestinos migraram para a região da Amazônia, fato que se repete com o "Segundo Ciclo da Borracha" durante a Segunda Guerra Mundial. Com o auge da industrialização do Brasil, entre as décadas de 1950 e 1970, a migração nordestina para a região Sudeste, em especial para os estados de São Paulo e Rio de Janeiro, foi intensa, tornando as capitais destes estados (São Paulo e Rio de Janeiro) grandes polos de atração para essas populações.
Com o declínio do crescimento industrial do Sudeste, a partir do final dos anos 1980, a migração nordestina para São Paulo e Rio de Janeiro diminuiu consideravelmente. Entre as décadas de 1980 e 1990, a migração polinucleada tornou-se mais evidente, registrando-se também migrações para a região do Distrito Federal e, mais uma vez, para a região amazônica.

Um comentário:

  1. O único irmão que ele tinha mora em Santarém,chama-se Benedito,mais nunca se importou com o pobre senhor,o Cearazinho ficava na casa da minha tia no bairro São Francisco,rua São Jorge...Aldezia(Deca) e do Arimatéia...

    ResponderExcluir